26 de mar de 2013
0 comentários

Jornalismo no Twitter: como investigar e descobrir tweets falsos


twitter-fakeQuando me deparei com este site, confesso que fiquei em dúvida quanto à sua divulgação. No entanto, não posso me responsabilizar pelo mal uso de alguns usuários e me omitir de um alerta que pode ser de extrema importância para jornalistas online. O site letmetweetthatforyou.com cria tweets falsos para qualquer conta do microblog. Entenda os riscos de ser enganado e como se prevenir.

Como funciona o letmetweetthatforyou.com


O mecanismo do site é bem simples. Você insere o nome da conta e escreve um post, configura data, retweet, favoritos e pronto. A mensagem é gerada num layout idêntico ao do Twitter, que devidamente cortado num printscreen (captura de tela), engana facilmente até os jornalistas e blogueiros mais atentos. O que começa como uma simples brincadeira pode tomar proporções terríveis, conforme o teor da mensagem.

tweet-falso-captura-tela

Com um pouco de perícia em programas de edição de imagens como o Photoshop, é possível criar mensagens falsas para qualquer rede social e simular um printscreen. No entanto, a facilidade com que o letmetweetthatforyou funciona, certamente encoraja a pessoa que já tinha intenção de fazer algo do tipo. Independente da fonte do fake, seu estrago pode ser o mesmo.

Portanto, todo cuidado é necessário na hora de usar a captura de tela de um tweet para ilustrar notícia ou criar pauta. Se você não teve a oportunidade de visitar o perfil em questão no Twitter e registrar “pessoalmente” a publicação, fique com o pé atrás antes de reproduzir a imagem do suposto tweet.

Dicas para confirmar se um tweet é verdadeiro


Habilidades de apuração e investigação online são temas em alta nas discussões sobre jornalismo digital. Histórias preciosas e grandes hoaxes (boatos) surgem a todo tempo nas mídias sociais. Veja algumas dicas rápidas para apurar uma história no Twitter:
  •  Visite a página, localize a data e procure pelo Tweet supostamente capturado na imagem: se ele estiver lá, tudo bem!
Às vezes um tweet embaraçoso é apagado pelo responsável, nos restando apenas a captura da tela para investigar:
  • Pergunte ao perfil em questão se ele publicou aquilo e o que tem a dizer sobre o assunto, e se possível anexe a imagem para trazer mais contexto;
  • Faça uma busca avançada no Twitter por tweets que mencionem a conta investigada: se ela publicou algo polêmico, provavelmente alguém respondeu;
  • Avalie a proporção da quantidade de retweets e favoritos com o número de seguidores: poucos seguidores e muita repercussão é algo meio incomum;
  • Conte o número de caracteres: num descuido, o falsificador pode ter ultrapassado o limite de 140 caracteres; É só digitar no Word e ir em "contar palavras".
  • Na dúvida, não publique.


tweet-fake

Em tempos de mídia social, com blogs e pessoas publicando e compartilhando todo tipo de coisa, o que diferencia o jornalista digital é a credibilidade. O próprio CEO do Google, Eric Schmidt afirmou que num futuro próximo, jornalistas deverão se altamente treinados para investigação online.

Desenvolver esse tipo de habilidade é essencial para que nossos leitores tenham plena confiança ao se deparar, por exemplo, com prints de tweets compondo o conteúdo de nosso site/blog.

Mais dicas para apurar e confirmar histórias nas mídias sociais:

- Dicas de busca do Google: como verificar a credibilidade de informações

- Gangnam Style, Nostradamus e o fim do mundo: como descobrir a farsa com a busca avançada do Google

Sobre o Autor:
Guilherme Ludwig é o criador da Coluna Digital. Jornalista, encara a profissão como um estilo de vida. Seu objetivo é trabalhar com jornalismo digital focado na área de Tecnologia. Google+ - Twitter - Facebook - Site

0 comentários :

Postar um comentário

 
Toggle Footer
Top