29 de mai de 2012
0 comentários

Tablets e celulares para jornalistas: dicas de uso para produção de matérias


jornalismo-movel
Muito se fala do potencial dos dispositivos móveis como democratizadores do chamado jornalismo cidadão. Mas em determinadas situações, aparelhos como celulares, smartphones e tablets também são ótimas ferramentas para os jornalistas profissionais. Separei aqui algumas dicas de como esses portáteis podem auxiliar na cobertura de eventos e produção de matérias.

Veja também: Jornalismo Cidadão no smartphone?

Nesta lista preferi não incluir apps específicos, matendo o foco nas características básicas dos dispositivos. Pois esses recursos são acessíveis para praticamente qualquer dono de um aparelho móvel e não trazem custos adicionais com a compra de aplicativos. Vale lembrar que são ferramentas auxiliares que podem complementar seu método de trabalho rotineiro, e não necessariamente substituí-lo.

Bloco de notas

Com o bloco de notas nativo do seu dispositivo móvel é possível anotar informações rápidas que são chave na construção do texto.  Em smartphones e tablets geralmente as notas podem ser sincronizadas com o computador via e-mail, por exemplo. O processo de edição é agilizado, além de evitar clássicos problemas dos jornalistas: caneta falhando, confusão no papel e não entender a própria letra.

Gravador de voz

Podem não oferecer qualidade top de linha, mas se o veículo em que sua matéria vai ser publicada não for um rádio, definitivamente o gravador de um smartphone mediano é mais do que suficiente. O áudio pode ser descarregado no computador ou tocado no próprio aparelho com seus fones de ouvido. É dispensado software adicional para gerenciamento de um gravador, o que também significa um volume a menos para carregar. A interface de celulares é mais amigável e suas entrevistas ganham agilidade quando precisam ser rápidas.

Câmera fotográfica

Tudo bem que não costumam ser o melhor em matéria de qualidade, mas para quem está sem opção, são um grande quebra galho. Câmeras de smartphones de entrada costumam atingir até 3 megapixels. Quando a intenção é publicar na iternet ou fazer cobertura em tempo real, eis uma grande solução. Outro ponto positivo é a discrição desses aparelhos quando não podemos chamar muito a atenção no momento do registro.

Filmadora

Às vezes aqueles vídeos de flagrantes publicados no Youtube ou mesmo na televisão têm mais valor noticioso do que gravações de alta qualidade com todo um trabalho de edição. Se estivermos no lugar certo e na hora certa, mas sem um bom equipamento à disposição, seu celular ou tablet vai cumprir bem esse papel. E se qualidade for o problema, alguns smartphones e tablets mais avançados já filmam em alta definição. Outros, mais avançados ainda, também disponibilizam alguns recursos básicos de edição, sem apps adicionais.

Comunicação

Talvez a mais óbvia da lista, mas não menos importante. A capacidade de se comunicar via ligação, mensagens de texto ou mesmo internet 3G de onde você estiver, faz dos dispositivos móveis ferramentas grandiosas. Afinal, quando precisamos achar uma determinada fonte ou fazer um contato de emergência, eles estão lá, prontos para cumprir seu objetivo (a menos que tenha acabado a bateria ou não tenha sinal da operadora, claro).

PS: Curiosamente, redigi este artigo inteiro usando o editor de texto do iPad. Um exemplo prático de tudo o que estou falando.


Sobre o Autor:
Guilherme Ludwig é o criador da Coluna Digital. Jornalista, encara a profissão como um estilo de vida. Seu objetivo é trabalhar com jornalismo digital focado na área de Tecnologia. Google+ - Twitter - Facebook - Site

0 comentários :

Postar um comentário

 
Toggle Footer
Top